Mente poética

FRIO/MULHERES

10 de maio de 2016

 

FRIO

 

O frio me lembra um colo, aconchego, acolhimento.

Enfim, uma relação amorosa.

Me vejo isolado do mundo numa casa de campo

com um jardim enorme, cheio de flores e um design

europeu. Lareira, chão de lajotas coberto por tapetes peludos.

Estou na varanda. Dentro de casa a lareira está acesa

para manter a temperatura sempre agradável.

Tenho consciência que não é nada saudável esse contraste

térmico, mas isso quase leva ao orgasmo.

Outra coisa que também me leva a esse estado é

ouvir uma boa música ao lado da mulher amada, saboreando

um bom licor, após uma deliciosa lagosta grelhada.

Cria-se então uma atmosfera

muito romântica nos convidado a fazer amor.

Eu acho que acima de tudo está o amor que há entre nós.

 

 

 

 

 

 

 

MULHERES

 

Mulher é sinônimo de vida, afinal de contas viemos de uma.

Ela também é uma grande fonte de energia para o homem, e grande

inspiração para os poetas.

Para que uma relação homem/mulher

se torne profunda é preciso que antes

do tesão haja uma forte amizade e respeito.

Na minha vida por exemplo, quando eu tinha 16 anos, comecei a namorar

uma modelo. No início a aproximação foi as custas da amizade.

Depois se transformou em tesão.

Depois disso tive vários relacionamentos, mas, todos superficiais.

Até que num carnaval entrei num bar e

conheci uma pessoa que me marcou muito.