Mente poética

"Voz que grita, que chora,

Uma triste sinfonia..."

2 de agosto de 2015

 

A voz dos cristais

 

Mergulhado em mim mesmo

Escuto quase o nada,

Apenas a voz dos cristais.

 

Voz que grita, voz que chora

Uma triste sinfonia,

Uma dor de guerra fria,

Dor sem ter cura, jamais.

 

Tateando a minha taça,

Taça cheia de argumentos,

Ouço rumores e ventos,

Lamúrias de coqueirais.

 

Taça que quebra, que fere,

Cristal que corta, desfere

Pontadas de agulhais.

 

Rio de Janeiro, 26 de fevereiro de 2012.

 

Rivo Simões

 

Reflexão da informação, o sopro do tempo, poesia, poema, compostamente
compostamente,poesia,cavaleiro medieval, cavaleiro, mente poética,produção de textos
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • Instagram Social Icon

@compostamente

\compostamente